A Importância do Parar na TI, para o Usuário e o Negócio.

É fantástico parar e olhar como a Tecnologia evolui tão rapidamente em nossa volta. E olha que parar hoje é algo que frequentemente não paramos para fazer. Muito se fala de Computação na nuvem, frameworks, virtualização, colaboração, altadisponibilidade, redundância, mobilidade dentre outros termos que a todo instante é inventado por alguém. Comunidades virtuais, a velocidade como a informação se propaga no mundo, realmente é fantástico.

Nós, profissionais da tecnologia da informação, temos que constantemente nos atualizar neste ciclo de novidades que surgem e que se renova naquilo em que cada um é especialista, estudando, testando, implantando, se reciclando, compartilhando. Muitos me perguntam “o que devo fazer?”, “o que devo estudar?”, “como me colocar melhor no mercado?”, “devo aprender inglês, espanhol, francês?” e por vai.

Bom, eu também, constantemente, me questiono. Porém fatos ocorridos durante a aula que ministro em uma pós-graduação, e também fatos ocorridos durante visitas a clientes, me fizeram parar e pensar em um ponto que não vejo como preocupação para muitos profissionais de TI, “O Usuário e o Negócio”.

Conversar com o usuário, está ai algo que realmente não vejo como prioridade. Levantar de minha mesa, soltar o meu mouse, meu teclado, meu notebook, meu conforto, meu ar condicionado, minha cadeira e dar uma volta na empresa onde trabalho ou nos clientes que presto serviço, dedicar tempo, parar. Juntar o conhecimento que temos sobre a tecnologia mais a necessidade do usuário. Utilizar esta constante evolução tecnológica para criar uma constante evolução de um negocio, de um processo, de uma atividade, de uma venda, de uma compra, de uma fusão, dentre muitas outras coisas que acontecem com os usuários e uma organização. Será que é por isso que ainda somos vistos como um custo?

De que adianta eu saber montar o melhor cenário de TI, se não sei como “encaixa-lo” em um negócio, na necessidade do usuário.

Normalmente, escreveria artigos técnicos, porém achei necessário compartilhar com vocês este pensamento. Continuarei a aprender, a me atualizar, a me questionar, a compartilhar, porém, acredito que temos a necessidade de, pelo menos de vez em quando, parar, nos envolver com o usuário e os negócios.

Abraços.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>